domingo, outubro 12, 2008

Vida

É sempre para ser vivida.
Intensamente.
Com dores e fulgores.
É sempre para ser refletida.
Justamente.
Com mente sem pudores.
É sempre para ser aprendida.
Diariamente.
Com a naturalidade dos ganhadores.
Vida ...
Sempre uma surpresa a ser vivida !


And live your life!

2 comentários:

Véu de Maya disse...

Andrea!

o seu comentário agradou-me muito por genuíno e verdadeiro...sá com senbilidade e cultura acima da média se pode ajuizar assim...
quanto ao seu lindo poema à vida-
intensidade na dor e na alegria;
ponderação com justiça; aprendizagem espontária e diária e o carpe diem da surpres..."acertou com o martelo na cabeça do prego".
carinhosamente

Véu de Maya disse...

Andrea!

voltei ao seu blogue e vi gralhas no meu comentário...
errata:

por ser genuíno...
só com...
aprendizagem espontânea...

o carpe diem da surpresa..

:)