quinta-feira, setembro 29, 2011

Ponte Buarque de Macedo, Capela Dourada e Convento de Santo Antônio.

2 horas de sono.
2 horas de reunião com o parceiro no 2 andar.
Uma ponte linda - Buarque de Macedo - com 283 m de extensão.
Visita à Capela Dourada da Ordem dos Franciscanos  e à Capela do convento de Santo Antônio para agradecer o dia lindo que faz, de céu azul e brisa fresca, maré rasante e garças a pescar.
Almoço gostoso, bacalhoada na Vovó Teté.
Um soninho nos olhos ...
Obrigada por me dar a vida para viver e o "poder" de realizar em meu prol e em prol dos outros !
Amém !

Bom dia ...


Esta música quase está para mim como um hino.
Como uma borboleta em metamorfose, sinto as mudanças internas acontecendo novamente.
Tô crescendo mais um pouquinho.
"Tudo novo de novo, vou mergulhar do alto onde subi! "
Que assim seja !!!

sexta-feira, setembro 23, 2011

Boa Noite...

O meu trabalho hoje não deixou-me dar boa tarde. Que bom !
Mas, estou aqui para o boa noite.
Desejo a todos uma noite boa,
Que os corações estejam cheios de alegria,
Que os sorrisos e as gargalhadas proliferem e transformem-se nos ruídos da noite.
Boas conversas, boas notícias, comemorações.
Que os corações estejam, principalmente suaves, leves, cheios de sentimentos bons.
Boa noite para todos!
Uma noite onde existam apenas vivos e espertos que combinam com sorrisos largos.
Que todos estejam bonitos esta noite!
Olhem-se no espelho e digam: "Hoje você está arrasando!"
A noite hoje vai ser bonita de céu limpo e brisa fresca...

Desejo a mim e a você uma boa noite...
para aquietar o coração
acalmar as emoções
descansar a alma

Entrego, esta noite e sempre minha vida.
Longe do escuro e perto do claro
Desejosa de leveza e águas cristalinas

Peço por todos e para todos
Proteção
Perdão
luz.


Boa noite.

Bom dia ...


Ontem estive no lançamento do livro de minha amiga Ester Steremberg na União brasileira de Escritores.
Acordei feliz e com vontade de existir pela escrita.

terça-feira, setembro 20, 2011

Átila

Este é Átila. Um doberman já idoso e que mora em frente à minha casa. O lar dele já foi feliz um dia, quando a família era unida e antes da dona da casa, uma espetacular professora de música, veio falecer acometida de uma doença muito grave.
Os filhos, que não se davam muito com o pai foram crescendo e cada tomando o seu rumo. Eram três.
O pai, é médico e algum tempo depois casou novamente com uma jovem com quem teve o quarto filho.
Átila vive sozinho numa casa quase abandonada, entregue ao descaso. Está magro,, pois passa fome talvez até subnutrido. Carente de carinho e cheio de mazelinas. Hoje ele estava perambulando pela rua. o dono saiu e o esqueceu. Consegui fazer com ele entrasse na minha casa depois de apresentar dois bons pratos de ração: pra gatos !
Tenho aqui nove felinos !
Hoje todos se dignaram a ficar no terração e acho que nenhum deles vai às ruas com "o novo porteiro" que arrumei.
Átila bebeu muita água e comeu bastante. Está imundo e fedendo àquela catinguinha de cachorro.
Mas, mesmo assim dei muito carinho a ele. Afaguei muito seu corpo magro, onde posso contar as costelas e os nós da coluna vertebral. Sentei-me no chão e fiquei com ele acariciando-o e rezando para que São Francisco o proteja sempre. Passei as minhas mãos sobre todo o seu corpo emanando energias boas para que ele deixasse de sentir qualquer mal estar. E ele se tranquilizou. Depois de muito tempo se sentiu à vontade para sentar e depois de outro tanto para deitar. Não sei o que será dele amanhã, pois o meu vizinho é um homem tosco, rude e grosseiro.

Ideal para o fim da tarde.

Bom dia !!!


segunda-feira, setembro 19, 2011




























sexta-feira, setembro 09, 2011