quarta-feira, dezembro 30, 2009

O MELHOR FELIZ ANO NOVO QUE EU POSSO OFERECER
É MEU FELIZ ANO NOVO DE CRIANÇA,
FELIZ, INOCENTE E PURO !
FELIZ ANO NOVO RAPAZEADA !!!!!!!!!!!
ESTA TAMBÉM É UMA EXCELENTE FORMA DE DESEJAR FELIZ ANO NOVO !!!!

terça-feira, dezembro 29, 2009


Acordei agora de supetão.
Vim aqui na internet pra ver uma informação que me pediram ao telefone.
Aproveitei e abri meu blog, meus e-mail's ...
E comecei de novo a pensar em tudo o que está se passando na minha vida.
Estamos em 29 de dezembro e daqui há dois dias já é 2010.
Desejo pra mim duas coisas importantes: a conquista do amor e a conquista do trabalho.
Eu acredito que mereço realizar meus sonhos.
Luto por eles e quero vê-los realizados para que eu possa abrir o meu sorriso largo sem nenhuma ponta de tristeza.
Tem sonhos que não dependem só de mim.
Tomara Deus 2010 seja o ano dos meus sonhos !
Meu namorado paraibano...
Durante toda a festa só sorriu pra mim e só quis vir para os meus braços.
Todos ficaram espantados, pois ele nunca me viu antes e
a mãe dele disse que ele não é lá muito simpático com pessoas estranhas.
Bem, foi o meu "jeitinho".

sábado, dezembro 26, 2009






Natal na casa de Paulo Roberto. Todos reunidos, sobrinhos e sobrinhos - netos. Uma tarde muito legal.

sexta-feira, dezembro 25, 2009

As fotinhos do Niver de Mamy


Níver de D. Célia no Armazem Guimarães. Os irmãos ficaram e vieram os sobrinhos. Filhos, faltando só o que já viajou. O antepasto estava bom e a conversa boa também. 73 anos e nem parece, diga aí ? Quando eu crescer quero ser igualzinha !

As fotinhos do natal ...

Olha aí... O Natal de Queridinha ...
Essa belezura de rapaz de chupeta é o meu priminho Guilherme que me viu pela primeira vez e já me adorou. Fui a única que ganhou sorrisos dele !!!!!
No mais, também comemoramos as bodas de ouro do meu Tio Aloísio, vulgo Freud.
Como sempre, muito bom o natal em família !



segunda-feira, dezembro 21, 2009

EU VOU PASSAR !!!

Isso vai passar

A tradição ‘sufi’ conta a história de um rei que vivia cercado de sábios.

Certa manhã, enquanto conversavam, o rei mostrava-se mais calado que de costume.

“O que passa com Vossa Majestade?”, perguntou um dos sábios.

“Estou confuso”, respondeu o rei.

“Às vezes, me deixo dominar pela tristeza, sinto-me impotente diante de minhas tarefas.

Outras vezes, fico embriagado com o poder que tenho.

Gostaria de um talismã que me ajudasse a estar em paz comigo”.

Os sábios – surpresos por tal pedido – ficaram longos meses confabulando.

No final, foram até o rei com um presente.

“Gravamos palavras mágicas no talismã.

Leia-as em voz alta, sempre que estiver muito confiante, ou triste demais”, disseram.

O rei olhou o objeto que havia pedido.

Era um simples anel de ouro e prata, mas com uma inscrição:

“Isso vai passar”.

EU VOU PASSAR.

quinta-feira, dezembro 17, 2009

Natal dos Pinguins de Madagascar!

video

Sensacional !

Madagascar

Os pinguins Skipper, Kowalski, Private e Rico e os
lêmures Julien, Mort, Maurice e Marlene. São demais !

Meu bairro ...


Existem coisas que nunca mudarão, mesmo que a poluição chegue, que os edifícios cresçam, que a cara do lugar mude.
Ontem quando estava voltando pra casa, aquele cheiro peculiar de jasmim da noite ...
Típico do meu bairro. Me remeti ao passado e fiquei feliz por ainda sentir aquele cheiro bom, mesmo que o bairro tenha modificado tanto. Imagino o mesmo lugar num tempo bem antes do meu ... devia ser o máximo !

quarta-feira, dezembro 16, 2009

domingo, dezembro 13, 2009

Cansadinha

Minha cabeça tá meio oca hoje...
Muitos acontecimentos, entre bons, excelentes, ruins e mais ou menos.
No final o resultado é positivo.
Passiei por Olinda hoje.
Pena que não ouvi o canto gregoriano que queríamos.
Conheci um café delicioso nos Quatro Cantos e voltei pra minha Cultura.
E como sempre, pulinho na Moeda.
Ah ! antes almocei bem no Maricota... hummmm ...
Filé Pastoril, show de bola.
Tô cansadinha...

quinta-feira, dezembro 10, 2009

Mas era só o que me faltava !!!!


Hoje acordei cedo e fui estudar.
Meio -dia fui encontrar amigas para almoçar e voltei caminhando pra casa.
Mas, não é que quando eu estava entrando na rua onde moro, um "meliante" veio me dar uma gravata e me roubar a bolsa?
Era só o que me faltava!
Tirei o braço dele do meu pescoço e disse que se tivesse alguma coisa lhe daria, mas não tinha nada.
Insatisfeito, o rapazola de uns 20 anos veio se aproximando novamente pra dar o bote na minha bolsa, quando eu chamei pelo flanelinha da esquina. Ele se afastou e eu continuei andando e parando só pra ver qual era a dele.
Eu mereço ! praticamente na porta da minha casa !
E ainda aquele braço suado e provavelmente sujo que eu nem sei por onde andou no meu pescoço.
Sentada no banco da praça tava a comparsa dele, que fica avisando quando vem se aproximando um transeunte desavisado.
Pipocas !!!
Vai roubar a vovozinha !!!!
Um gravata no meu pescocinho, pode?

Que me caiam bem aventuranças sobre minha mente, meu coração e minha razão.

terça-feira, dezembro 08, 2009

Se insistem para que eu diga por que eu o amava,
sinto que isso só pode exprimir-se respondendo:
"Porque era ele, porque era eu."

Montaigne

Como prometido: Marilyn e seus filhotes



Minha gata pariu !


Tenho cinco gatos em minha casa. Três fêmeas e dois machos.
Das fêmeas, duas delas são esterectomizadas; a última que apareceu no meu jardim não deu tempo de cuidar e ela, ainda muito novinha, pegou barriga.
Como toda casa em que tem gatos, as redondezas são cheias de gatos de rua, pois bem...
Os Aristogatos fizeram uma grande festa com ela e resultado ? 4 gatinhos brancos e amarelos.
Ontem passei a madrugada entre o sentimento de perda e o sentimento de ganho.
Enfurnada no meu ninho, me sentindo a pior das mulheres do mundo, por volta de uma da manhã fui, como toda dona de bicho que se preze, para debaixo da mesa da copa, ajudar a marinheira de primeira viagem a parir seus rebentos.
Um alento, parei de pensar um pouco em mim e no outro que não sai da minha cabeça, para pensar nela que estava sem entender nada... "o que é isso que tá saindo de dentro de mim?" foi assim que a interpretei quando ela me olhava com os seus olhos amarelos e arregalados, enquanto eu a acariciava e a protegia dos felinos curiosos.
Ela foi mãe muito cedo, antes do tempo.
Tive que explicar a ela que aquela cosquinha boa que ela sentia e aquele momento Marilyn Monroe que ela passou com todos os gatos dando em cima dela teve como consequência aqueles rebentos que agora ela vai ter que dar de mamar, ou seja, o momento agora é o de Amélia.
Bem, ela ainda está meio atarantada com todos aqueles miados finos e os puxões nos seus peitos cor de rosa tão cobiçados pelos James Dean's e Marlom Brandos da rua e agora estarão sempre molhadinhos e mordiscados.
Agora vem a parte triste. Como é do saber de todos não posso manter essa pensão aristogata na casa onde moro. Passado o resguardo estou pondo em doação os River Phoenix e as Madonas que nasceram e devo providenciar o mais rápido possível o encerramento da fábrica de felinos.
De gatas em minha casa já bastam Eu, Tucha, Nena e Marilyn.
Logo mais exporei as fotos.
A vida da gente é curiosa, sinuosa.
Pessoas chegam, vão embora, voltam, vão embora, parecem chegar de vez e vão embora.
E eu fico sentada na cadeira de ferro cinquentenária da minha avó, olhando as plantas, as flores, a noite, o céu, as luzes da rua me sombrando o rosto ... meus animais ao meu redor...
Eu olho o tempo passar devagar, como se esperasse alguma coisa de muito impactante acontecer para me arrebatar dessa inércia em que me encontro, meio anestesiada pelo rebuliço de todas as sensações tão instantâneas e turvas que eu venho sentindo.
Desejo uma surpresa boa, estonteante que me sacuda pra vida, uma beleza sulrreal. Alguém que venha me tirar do slow motion.
Pus Norah e Madeleine no meu velho som sharp que está com defeito no leitor ótico. Deitei-me no sofá com a cabeça penurada pra baixo. Quem sabe o sangue me dê alguma idéia nova de vida?
o som alto e Tucha sem entender nada.
"Não posso fazer nada minha filha"
Pedi demais.
E o circuito de autorama na minha cabeça não para de rodar ...
Um circuito de 40 anos e eu fico vendo o passado no super oito, depois no vhs e agora no dvd...
O que mudou ?
Cresci.
Agora tenho parcos 1,53m. Evolução pequena, eu sei.
Fiz faculdade, pós graduação, curso de extensão, mudei de religião.
Levei pra minha cama só os namorados oficiais, fui certinha. Usei contraceptivos. Não experimentei das drogas, elas são uma droga!
Bebo. Uísque. É bom. Vinho. Coca cola, café, todinho e iogurte.
Gosto de música e de músicos.
Gosto de arte.
Queria gostar de gente normal. Gostei uma vez, foi bem legal, mas, só por 12 anos.
E o resto da minha vida como fica ?
E o cinema tá passando como o filme do Hugh Grant em um Lugar chamado Nothing Hill... o inverno, o verão, o outono e a primavera numa longa caminhada...
Ain't no sushine ...
Balada de 400 golpes... golpe ... ação quase letal desferida inesperadamente contra alguém desavisado... Eu.

segunda-feira, dezembro 07, 2009

video


Nunca passei pela experiência de ter meus sonhos destruídos.
É uma das piores sensações.








Chico me disse: "Usa a paciência nas pequenas dificuldades para que não te falte serenidade nas grandes crises que todos somos levados a facear nas trilhas do tempo."

Vou tentar seguir seu conselho para não parar a minha vida.

sábado, dezembro 05, 2009

Como sempre disse: "Sou uma Extra-Terrestre"


Quando as coisas findam

Quando a gente é criança e ganha um doce gostoso, a gente come devagarinho, guarda um pedacinho pra depois, não divide com ninguém e fica com medo que aquilo que é tão bom se acabe logo e demore até ganhar outro tão bom quanto aquele.
Quando o doce acaba, que tristeza ...
Era tão prazeroso, era um momento tão bom comer aquele doce... mas acabou.
Depois de um tempo surgem outras coisas gostosas ou outros brinquedos ou pessoas, enfim que vão substituindo os prazeres e assim a vida vai passando e a criança vai crescendo.
Quando a gente cresce, torna tudo mais complicado, principalmente pela educação que a gente traz de casa e da escola.
Quando o adulto cria a sua independência e começa a se relacionar com um sem fim de pessoas além das pessoas que os pais apresentam, a mistura de ideologias de vida é bem maior e você se vê como um cidadão do mundo, com poderes de decisão e toda a liberdade de opinar e de escolher o que é bom e o que é ruim.
Isso também requer responsabilidade, principalmente quando se trata de estar com outras pessoas e escolhê-las.
Não somos mais crianças e não podemos mais ter coleção de gente como se tem coleção de bonecos. Podemos ter uma legião infindável de amigos, conhecidos, colegas, namorado(as), mas quando se trata de amor, não dá pra colecionar e brincar com todos de uma vez só.
Quando a gente é adulto, existe um sentimento meio triste chamado mágoa que é muito comum ser utilizado pelos egoístas. Egoísta é um tipo de pessoa que só pensa em si e quase nunca nos outros. E quando ele diz que está pensando nos outros, é porque o pensamento nos outros vai acarretar algo pra ele antes, durante ou depois. No fundo todos somos egoístas, uns mais outros menos, outros ainda demasiados.
E assim as relações de toda sorte vão se construindo e se destruindo.
E aí é quando as coisas findam.


quarta-feira, dezembro 02, 2009

Lua


A lua está bonita, engordando e o céu está mostrando através das nuvens que é hora de boa pescaria.
bom para água de côco na beira do mar...
A vida não cessa, continua além...
O espírito sopra onde quer.

André Luiz

quinta-feira, novembro 26, 2009

NATAL 2009 - ESPALHE ESSA IDÉIA.

Para o Natal 2009 ( espalhe essa idéia) Que tal fazer algo diferente, este ano, no Natal?

Sim ... Natal ... daqui a pouco ele chega .

Que tal ir a uma agência dos Correios e pegar uma das 17 milhões de cartinhas de crianças pobres e ser o Papai ou Mamãe Noel delas?

Há a informação de que tem pedidos inacreditáveis.

Tem criança pedindo um panetone, uma blusa de frio para a avó....

É uma idéia.

É só pegar a carta e entregar o presente numa agência do correio até dia 20 de Dezembro.

O próprio correio se encarrega de fazer a entrega.

DIVULGUE P/ SEUS AMIGOS DA SUA LISTA DE CONTATOS

quarta-feira, novembro 25, 2009

Saúde, educação, inteligência, família, amigos, estrutura.
Só posso agradecer e nunca me lamentar.
Qualquer revés que me aconteça está ao alcance das minhas competências para resolver.
Fé e força de vontade.
Persistência e perseverança.
Mais valor ao que tenho e pensamento positivo sempre.
Vou estudar.

segunda-feira, novembro 23, 2009

sábado, novembro 21, 2009


Estou com muita dor de cabeça. Hoje fiz uma prova de concurso deveras difícil. Amanhã acredito que será pior, pois terei a segunda etapa discursiva.
Mas, nada se conquista sem esforço. Eu chego lá.
Como as boas cabritas, persevero.

sexta-feira, novembro 20, 2009

Sexta-feira

Hoje é sexta-feira e pela minha cabeça passam os artigos da CF/88, o CE/65 e o Regimento Interno do TRE/PE.
Ia sendo assaltada na porta do curso, enquanto esperava o motorista me buscar, enquanto falava ao celular.
Minha cliente desmarcou o atendimento de hoje a noite.
Briguei.
E os filmes que iriam me tirar este certo mau humor que quer se instalar estão na casa de outrem.
Saco !
Nessas horas dá vontade de ser fútil e passar a tarde no SET Paço Alfândega, sendo paparicada dos pés à cabeça: cabelos, mãos e pés.

quinta-feira, novembro 19, 2009

terça-feira, novembro 17, 2009

Sou isso mesmo ?

CAPRICÓRNIO - O Paciente

Pessoa agressiva e sábia.
Prático e rígido.
Ambicioso.
Tende a estar bonito.
Humorístico e engraçado.
Pode ser um pouco tímido e reservado.
Frequentemente pessimistas.
Tendem a agir antes de pensar e podem ser às vezes pouco amigáveis.
Guarda rancor.
Gosta de competição..
Obtêm o que eles querem.

Pessoas

Meus cabelos brancos se ploriferam.
Não são os sinais da idade ainda. Mas, sinais de preocupação.
Por mais gestalt que eu seja, preciso vislumbrar e pensar no futuro.
No meu futuro.
Já fui bem pior, mais pródiga em relação a cifras. Hoje mais contida porque mais madura, porém, ainda faço pequenas insanidades.
Estou buscando o caminho de um futuro tranquilo. Hei de conseguir.
Enquanto isso, meio a meio, vou vivendo com as pessoas do mundo.
Sou bastante gregária, apesar da solidão em que vivo e dos poucos com os quais convivo.
Mas, de vez em quando, tenho o prazer de trocar alguns poucos verbos e adjetivos com pessoas de massa cefálica sem prazo de validade vencido.
Por isso, me inspiram a escrever essas baboseiras que deveria restringir ao meu diário escrito no papel. Lá escreverei outras coisas mais íntimas que aqui não cabem.
É bom exercitar a mente, ouvir coisas legais que me alimentam a alma e ter, principalmente, e ter reciprocidade.
Sem malícia, sem maldade, sem últimas intenções. Apenas a boa conversa de bar. Muito bom !
Isso me dá vontade de viver e de correr atrás do meu pra ter a possibilidade de poder viver mais isso.
Logo mais vou amanhecer e seguir minha nova rotina de "trabalho".
E me lembrar de como foi legal a noite de ontem com beatles e conversa boa e acima de tudo, sem estar na sombra de ninguém.
Afinal, Andréa é um nome bonito. Não é não ?

sexta-feira, novembro 13, 2009

Hoje é sexta-feira 13 !!!


O número 13 é considerado de má sorte. Na numerologia o número 12 é considerado um número de coisas completas como 12 meses no ano, 12 tribos de Israel, 12 apóstolos de Jesus ou os 12 signos do zodíaco. Já o 13 é considerado um número irregular. A sexta-feira foi o dia em que Jesus foi crucificado e também é considerado um dia de azar. Somando o dia da semana de azar (sexta) com o número de azar (13) temos o mais azarado dos dias.

Esta superstição pode ter tido origem no dia 13 de Outubro de 1307, sexta-feira, quando a Ordem dos Templários foi declarada ilegal pelo rei Filipe IV de França; os seus membros foram presos simultaneamente em todo o país e alguns torturados e, mais tarde, executados por heresia.

Outra possibilidade para esta crença está no fato de que Jesus Cristo provavelmente foi morto numa sexta-feira treze, uma vez que a Páscoa judaica é celebrada no dia 14 do mês de Nissan, no calendário hebraico.

Recorde-se ainda que na Santa Ceia sentaram-se à mesa treze pessoas, sendo que duas delas, Jesus e Judas Iscariotes, morreram em seguida, por mortes trágicas, Jesus por execução na cruz e Judas provavelmente por suicídio.

Antes disso, porém, existem versões que provêm de duas lendas da mitologia nórdica. Na primeira delas, conta-se que houve um banquete e 12 deuses foram convidados. Loki, espírito do mal e da discórdia, apareceu sem ser chamado e armou uma briga que terminou com a morte de Balder, o favorito dos deuses. Daí veio a crendice de que convidar 13 pessoas para um jantar era desgraça na certa.


Segundo outra história, a deusa do amor e da beleza era Friga (que deu origem a frigadag, sexta-feira). Quando as tribos nórdicas e alemãs se converteram ao cristianismo, Friga foi transformada em bruxa. Como vingança, ela passou a se reunir todas as sextas com outras 11 bruxas e o demônio. Os 13 ficavam rogando pragas aos humanos.

COM SEXTA-FEIRA 13 E TUDO O MAIS: TUDO VAI DAR CERTO !!!!!

domingo, novembro 08, 2009

A grande dificuldade do ser humano é aceitar o outro como ele é.
queremos ser aceitos e exigimos, mas não enxergamos que também precisamos aceitar o outro como ele é.
Isso se chama alteridade.

Alteridade (ou outridade) é a concepção que parte do pressuposto básico de que todo o homem social interage e interdepende de outros indivíduos. Assim, como muitos antropólogos e cientistas sociais afirmam, a existência do "eu-individual" só é permitida mediante um contato com o outro (que em uma visão expandida se torna o Outro - a própria sociedade diferente do indivíduo).

Dessa forma eu apenas existo a partir do outro, da visão do outro, o que me permite também compreender o mundo a partir de um olhar diferenciado, partindo tanto do diferente quanto de mim mesmo, sensibilizado que estou pela experiência do contato.

A “noção de outro ressalta que a diferença constitui a vida social, à medida que esta efetiva-se através das dinâmicas das relações sociais. Assim sendo, a diferença é, simultaneamente, a base da vida social e fonte permanente de tensão e conflito” (G. Velho, 1996:10)

sábado, novembro 07, 2009

Cristais


Misto de um tudo eu sinto.
Esta semana foi pesada e a minha cabeça está às voltas com muitas "pré-ocupações", como li agora pouco num e-mail.
Necessidade grande tive de "me limpar".
Isso, me limpar!
Não com um banho de chuveiro ou de banheira ou ainda com uma bucha áspera e esfoliante.
Mas, limpar o ambiente onde respiro o maior tempo das 24 horas que tenho para viver todos os dias.
Debelar pragas peçonhentas que insistem em atacar a estrutura de tijolos a que todos chamam de casa.
Aproveitei e olhei assim... assado... para a cristaleira da minha avó!
Precisa de uma geral!
Abri suas portas que há muito ninguém o fazia e aquele cheiro de madeira velha invadiu o ambiente.
Retirei, um por um, copos para quase todas as bebidas: água, vinho branco, vinho tinto, uísque, licor, champagne, cachaça, além de um pedaço da baixela de porcela tchecoeslovaca (o país mudou de nome não foi ?)que ela tem.
Lavei peça por peça e guardei na estante da sala enquanto "cuidava" do móvel.
Limpei seus vidros da frente, das laterais, lavei suas prateleiras de vidro grosso, passei lustra-móveis de lavanda, pus um "remedinho" preventivo para as pragas não acharem a sua madeira gostosa por demais.
Ela ficou assim, meio "desnuda" por uns dois ou três dias.
Hoje, após o almoço, assisti com minha mãe e meus irmãos a um dvd de música new age. "Yanni", muito bom. Voltei pra casa e voltei pra ela, a Cristaleira.
A esta altura, ela pode mesmo receber o seu nome com C maiúsculo, quase como um nome próprio, um "ente".
Olhei pra ela...
Pus The Beatles como trilha sonora e comecei o meu trabalho de volta: abri a estante da sala e um por um, fui rearrumando todas as peças no lugar.
E aí ... minha cabeça viajou...
Cada copo, uma lembrança de uma festa, uma reunião, um jantar, um almoço, uma visita importante, um evento.
E na minha cabeça todos que já circularam por dentro desta casa onde moro sozinha hoje voltaram a andar e fazer todos os barulhos...
Meu avô sentado à cabeceira da mesa, minha avó em pé badalando o sininho que usava para chamar as empregadas e elas, as empregadas que viveram conosco por gerações.
Zefinha, Xôxa, Das Dores, Rita, Brasilina, Fátima... e mais que agora não me recordo. Todas de uma mesma família que acompanharam o casal José e Maria Aragão desde a época em que moravam em Vitória de Santo Antão.
Foi uma lembrança muito, mais muito gostosa. A imagem de meus avós não saíram um minuto de minha mente e me perguntava: Será que Vovó iria aprovar essa arrumação que fiz aqui na Cristaleira dela?
Pelo que a conheço, acho que não. Só ela é que deixava tudo perfeito.
Meu Avô teria mando desligar o som, "porquê isto não é música".
Enfim ... Histórias de minha vida...
Ela está bonita, a Cristaleira. Já que não tem a minha Avó Maria para aprovar a "geral" que dei no móvel dela, vou chamar a substituta-mor: Minha mãe. Espero que ela goste.

sexta-feira, novembro 06, 2009

Perfeito !

video
Ele diz o que eu sinto por dentro e não sei explicar. Ele é como Clarice, a Lispector. Ambos me traduzem.