sábado, julho 31, 2010

quinta-feira, julho 29, 2010









Obrigada !

Estava navegando na ferramenta que identifica os visitantes do meu blog...
Tive a grata surpresa de saber que recebo visitas do Reino Unido, Dallas, Portugal, Minas Gerais, Bahia, Recife, Rio de Janeiro, São Paulo.
Espero realmente que se divirtam bastante e que seja mesmo hilário ler as minhas letras, pois criei este blog para isto mesmo.
Que bom que estou atingindo o objetivo.
Há quem possa aproveitar mais do Eloquências, mais precisamente aqueles que utilizam o cérebro de maneira inteligente.
Mas, pancadões sempre existirão e que eles nunca deixem de ler, mesmo que não saibam o que lêem.

segunda-feira, julho 26, 2010

Para minha Mãe, Fu Man Chu, Gugu, Milton, Plínio, Dênis, Laura, Lu e Profa. Mércia.


"Anjo (mensageiro) é designação de encargo, não de natureza, se

perguntares pela designação da natureza, é um espírito;

se perguntares pelo encargo, é um anjo:

é espírito pelo aquilo que é. E é anjo pelo aquilo que faz."

(Sto.Agostinho)

sexta-feira, julho 23, 2010

Existem pessoas que vivem em função dos outros.
Pessoas vazias, provavelmente mal amadas ou até nunca amadas na vida.
São pessoas amargas, infelizes.
Passam os dias pensando na vida do outro; se o outro tá bem ou tá mal.
Se o outro tá mal, ela fica feliz, se o outro tá bem, ela trata de fazer alguma coisa pra deixar o outro mal.
Porque se ela não é feliz, ninguém pode ser.
Pessoas deste tipo alimentam a inveja, o fel, a visão negativa das coisas, pois ela não tem nada com o que se alegrar da própria vida.
Invadem a privacidade dos outros com telefonemas anônimos e e-mail's ofensivos.
Destas pessoas só posso sentir pena.

quinta-feira, julho 22, 2010

segunda-feira, julho 19, 2010

Me espantei !
Acho que há algum tempo não me olho no espelho...
Fui fazer uma visita agora a tarde e recebi tanto elogio que me espantei.
Quando saí do lugar, dois carros pararam e me buzinaram no meio da rua.
Eu hein !!!!
Não estou acostumada com isto. Sempre passei desapercebida por todos os lugares.
Um músico mineiro me add ao facebook e foi olhar minhas fotos. Só faltou dizer que eu era Luíza Brunet.
Resolveram me enxergar de uma hora para outra?

domingo, julho 18, 2010

Estava navegando pelo facebook e André Rio escreveu umas palavras de Vinícius:
"O sofrimento é o intervalo entre duas felicidades"
Vim aqui no meu gmail e recebi um e-mail de um amigo especial, Plínio, que me deu este presente:

video

Que bom que tenho amigos que lembram de mim ! Você é especial Floyd ...

quinta-feira, julho 15, 2010

Uma trégua



Hoje a tristeza me deu uma trégua.
Recebemos a visita de um querido amigo de longa data. Eurico Noblat.
Chegou de tardinha, ceiou conosco e depois fomos todos para a sala cantar, tocar violão e piano.
Por umas horas, relembramos tempos de minha adolescência no Última Sessão, infância de todos nós e os destinos que a vida deu a cada um.
Tarde/noite memorável.

quarta-feira, julho 14, 2010

Dia 31/09 - 01/10 foi auspicioso.
Um ano novo leve, cheio de alegria familiar, povo reunido, 7 ondas para pular na praia...
Fotos divertidas.
Parecia que seria um ano espetacular.
É claro, 365 dias não podem ser apenas de glórias.
Dia 14/07/2010... nuvem negra.
Dormir ainda parece a melhor solução, mas no fundo não é.
Tentar por o problema menor do que ele é, é uma tentativa de enfrentá-lo.
Minha angústia me sufoca, me tira o ar...
Não sei do que se dará daqui a 5 minutos.
Sentimento forte de perda.

Coisa boa de pensar ...



terça-feira, julho 13, 2010

Balanço de vida.
De vez em quando acontece umas coisas ruins na minha vida e eu paro e faço uma espécie de balanço.
Converso com Deus em voz alta, como se ele fosse um amigo próximo que não me julga e nem julga as pessoas que me rodeiam.
Ô Deus ... eu quis coisas tão banais... aquilo que toda garota deseja. Nada de mais ou de menos.
Você me ajudou a ter algumas delas, mas acho que pela metade. Talvez eu não tenha feito a minha parte não é?
Primeira coisa que me deste foi um nascimento com saúde. O corpo que me deste é perfeito. Dele cuido razoavelmente bem.
Me deste uma mente inteligente, capaz de aprender e apreender o conhecimento. Será que eu soube usá-lo corretamente? disto desconfio.
Me puseste numa família honesta, correta, de princípios e educação. Será que eu soube aproveitar?
Me deste uma cabecinha complicada, pensativa e imaginativa demais e por ela padeço.
Me puseste do lado esquerdo um coração que sente.
E com todo este aparato eu cresci igual a todas as garotas do anos 70. Não as hippies, mas aquelas que brincavam de escritório e queriam ser executivas.
Mas, também ficava me olhando no espelho e esperando que a minha juventude chegasse e eu me transformasse numa garota bonita.
Me perguntava: será que vou aprender a trabalhar ? e os namorados? será que algum rapaz vai se interessar por mim?
E o tempo voou.
Me tornei uma garota e hoje uma mulher.
Aprendi a trabalhar, me formei na faculdade, fiz pós-graduação e tive poucos namorados.
Esse lado amoroso é o meu calo não é Deus ? acho que não vim aqui pra isso. Só me meto em encrenca. E eu que só queria encontrar um par para continuar construindo a vida.
Tô eu aqui, me controlando, pensando que tudo na vida tem um lado bom.
Algo eu trouxe pra mim, algo eu deixei lá de bom.
Recebi aqui no meu blog um comentário de alguém anônimo dizendo que eu tenho que aprender a escolher.
Se isto fosse assim possível no amor, Eita !!! Estaria felissíssima, com filhos lindos ao meu redor e sorriso largo nos dentes.
A gente não escolhe. Mas, posso escolher a condição que não quero para mim. Doeu pacas, mas tive que decidir e tomar a atitude, senão seria infeliz por mais tempo e continuaria me machucando dia após dia e isto não é felicidade.
Felicidade é ter e ser companheiro. Construir junto, rir de histórias passadas, renovar as paredes do alicerce construído, enfim.
Não vim aqui pra isso né Deus ?
Tá certo.

Capricórnio: O dom da Responsabilidade

Comportamento Geral :

Os realizadores do zodíaco.

Se em uma roda de conversa, alguem vem lhe falar sobre os limites da realidade de qualquer questão que seja, então tenha certeza: é um Capricórnio.

O dom da responsabilidade é o conhecimento exato dos limites do realizável.

Nativos de Capricórnios são ambiciosos e geralmente, chegam aonde querem.
Sem pressa e sem estardalhaço.

Eles são os primeiros a perceber quais são as regras do jogo de uma situação.
Porque a vida - é como um jogo: tem regras, tem os participantes e tem a platéia.
E eles estarão entre os poucos que sabem disto muito bem.

Capricórnio é daqueles que aparenta mais velho quando jovem, e mais jovem quando velho.
São pacientes, comedidos e resistentes.

São sérios no modo de se apresentarem, por vêzes de se vestirem.
Te desnorteam também quando contam piadas com o tom mais sério do mundo.

São assim: lacônicos, espertos, perspicazes e, na maioria das vêzes, com acentuado senso de humor

O signo de Capricórnio e a Amizade

Capricornianos se expressam através da sensibilidade.
São frequentemente, pessoas de poucas palavras, não gostam de tumulto, nem de lugares barulhentos.

Para este signo seletivo e perspicaz, amigo é uma palavra séria.
As amizades são selecionadas criteriosamente que serão cultivadas por um longo tempo.

Pensando nas amizades de Capricórnio, vêm-me à mente a música de Milton Nascimento - é assim que eles as sentem e vivem:

"Amigo é coisa para se guardar, debaixo de sete chaves, dentro do coração."
" Amigo é coisa para se guardar No lado esquerdo do peito,
mesmo que o tempo e a distância digam não, mesmo esquecendo a canção."
(Milton Nascimento, Canção da América)

O signo de Capricórnio e o Amor

Por trás da aparência reservada, por vêzes tímida ou ainda desconfiada de Capricórnio, se esconde uma afetividade de apêgo, sensualidade e carinho.

Nada de demonstrações carinhosas em público !
Não há porque expor sua vulnerabilidade assim.
Mas na intimidade... Capricórnio é um deleite de envolvimento.

Conquistam e são seduzidos no ritmo próprio deles - devagarinho, conhecendo melhor, aprofundando laços de empatia.
E nada como a aproximação em volta de uma boa mesa, à luz de velas.
Por vêzes, eles não conquistam - esperam por serem conquistados.

Se deseja conquistar um capricorniano - nada de avanços fogosos ou impetuosos.
Eles se assustam.

Em compensação, o amor Capricórnio se solidifica e se estrutura com o tempo.

segunda-feira, julho 12, 2010


Ainda é segunda. Estou triste.
Tento conformar-me. Eu fiz tentei. Lutei.
Fui contra as minhas leis. Fiz tudo o que estava ao meu alcance e até um pouco além.
Não deu.
Quando um não quer, dois não fazem.

Lava Mágoas

Nessas tardes molhadas de agosto
Sinto a chuva lavando minha alma
Sinto o frio entrando pelos ossos
Como uma coisa um troço
Não sei explicar

Lavei as mágoas nos pingos da chuva
E aquela velha dúvida de te encontrar
tô molhado como um passarinho
Perdi o ninho já nem sei voar
Eu tô molhado
Pingando chovendo
Chovendo pingando
Pingando tão só
Tô molhado
Chovendo doendo
Doendo sangrando
Sangrando de fazer dó
Tô chuviscando estou chovendo
Estou sofrendo de fazer dó
Chuviscando estou chovendo
Estou sofrendo tô causando dó

Mês de agosto é mês de chuva
Mês de agosto lava a alma
Mês de agosto é mês de chuva
Mês de agosto é mês de chuva
Mês de agosto lava a alma
A mágoa a mágoa

Alceu Valença/Zé Ramalho

Tenho tentado mudar o meu pensamento buscando ser mais positivista.
Em algumas situações o meu próprio organismo não ajuda, mas continuo tentando.
Outras vezes ocorrências externas não ajudam, mas continuo insistindo.
Não quero desistir.
Como sempre falei, às vezes a minha mente vagueia como o programa retrospectivo de um ano qualquer na TV: mil e uma coisas passeiam ao mesmo tempo ou uma cena logo atrás da outra e nem sempre em sequência lógica de tempo e/ou situação. Isto acontece sempre que estou pensativa, reflexiva...
Na madrugada de ontem sonhei coisas esquisitíssimas. Muitos morcegos, muitos, milhares; conversas numa casa onde não moro; mistura de pessoas... uma salada muito estranha.
Hoje acordei calada, literalmente sorumbática. Insisti em ser sociável. Não consegui muita coisa.
Não adianta. Nunca deixarei de ser transparente. Uma alga marinha, vidro branco, plástico bolha estourado, um vestido sem anágua: totalmente transparente.
Não sei ser diferente, nem forçando a barra. Aliás, é pior.
Bem, pelo menos ninguém pode me acusar de falsa ou dissimulada ou sonsa...
Cheguei em minha casa com vontade de estar nela. Meu refúgio do mundo.
Com fome, fui na "vizinha" - minha mãe e peguei uma fatia de pão de ló. Coei um café. Minha cabeça estourava de dor. Logo vi a ausência de cafeína no meu sangue, afinal, durante todo o dia só tomei um expresso pequeno. É muito pouco para um organismo viciado em cafeína.
Comi o bolo com o café na sala, assistindo à TV.
Joguei a louça na cuba da cozinha e vim aqui dar uma olhada no de sempre.
Nada de novo. Tudo igual.
E fiquei aqui perdida nos meus pensamentos sequenciados como um longa sem definição. Inqualificável em estilo, tema ou propósito.
Apenas clicando e pensando...
Na TV inicia um filme de guerra e escuto aqui do gabinete, vindo da sala os gritos masculinos de homens levando tiros, sendo torturados, enganados, mortos, enfim, sofrendo toda sorte de dor e desespero.
Meu pensamento mudou.
Na cena do filme, os inimigos puseram como isca uma criança sozinha num lugar perigoso. O soldado, todo responsável e HUMANO, preocupou-se com a criança e por isso, se ferrou.
Pensei: que troca de valores!
Não ajude uma criança, senão você se ferra ! não seja humano, senão você se ferra ! seja egoísta, pense apenas em você, senão você se ferra.
Hoje em dia é tão natural saber de pessoas morrendo, sofrendo, urrando de dor, machucadas, perdidas, violentadas de todas as formas...
É normal ...
Pessoas como eu, aqui no meu mundo quase totalmente seguro, não sei mais me espantar ou me chocar com tanta atrocidade que acontece a cada segundo no mundo com pessoas e animais.
Estou aqui agora escrevendo e certamente alguém está sendo assaltado, morto, estuprada, assassinado. Algum animal está sofrendo maldades nas mãos de algum doido, muitos estão passando fome e frio.
E eu aqui preocupada em passar num concurso porque hoje não tive dinheiro pra comer na rua.
Preocupada com a minha vida pessoal que não sai do lugar.
Preocupada em ter sono para dormir embrulhada no meu lençol, com a cabeça no meu travesseiro.
Caramba ...
Às vezes me dá um "tilti" no juízo !
Ontem cortei o meu dedo com papel. Sabe aquele cortinho bem insignificante, mas que dói muito e incomoda bastante? pois é...
Lavei panos de cozinha sentindo dor, tomei banho sentindo dor. Por um cortinho de nada.
Fico imaginando... e essas pessoas que são torturadas e mortas e sofrem pra caramba antes de morrer como o caso da amante do jogador do flamengo?
Os bichos é que são os racionais neste planeta, pois só matam pra comer e só atacam para se defender. Não agridem de graça.
Queria ser bicho irracional ... ser bicho racional não está valendo muito a pena.

sábado, julho 10, 2010

Segundo Freud, a projeção é um mecanismo de defesa psicológico em que determinada pessoa "projeta" seus próprios pensamentos, motivações, desejos e sentimentos indesejáveis numa ou mais pessoas. Para os psicanalistas e psicólogos trata-se de um processo muito comum que todas as pessoas utilizam em certa medida. Peter Gay define projeção como "a operação de expulsar os sentimentos ou desejos individuais considerados totalmente inaceitáveis, ou muito vergonhosos, obscenos e perigosos, atribuindo-lhes a outra pessoa."

Como todos os mecanismos de defesa, a projeção psicológica fornece uma função para que a pessoa possa proteger sua mente consciente de um sentimento que, de outra forma, seria repugnante.

Compartimentação, divisão e projeção são formas em que o ego continua a fingir que está totalmente no controle em todos os momentos, quando, na realidade, se trata da experiência humana de transferir modos de agir e/ou motivos instintivos e emocionais, com as quais o "eu" não concorda. Ademais, é comum, no trauma profundo, os indivíduos não serem capazes de acessar memórias verdadeiras, ou intenções e experiências, mesmo sobre sua própria natureza, porque a projeção é a sua única ferramenta de uso.

sexta-feira, julho 09, 2010

Coisa boa de pensar...

Café preto quente e feito em casa...
Cafuné no Pereba...
Xêro no cangote de Tucha...
Tomar vinho vendo a chuva cair...
Escutar música boa...
Internet conectada.
Papoulas amarelas no jardim...
Capelli de Angelo com salada de atum e pão caseiro com azeite...
Foto 3X4 de quando eu tinha 4 ou 5 anos...
Filme bom na televisão...
Estudar e aprender tudo...
Ter mãe...
Ter casa e comida...
Ter saúde...
Sentir amor...
Foto da formatura da minha mãe na parede, bem grande...
Brasões da família ...
Estar rodeada de livros por todas as paredes do gabinete onde estudo...
Cabelo grande e avermelhado...
Lembrança dos rapazes que conquistou, mas que nunca chegaram a namorar com você por um ou outro obstáculo; professores de faculdade e de cursinho, colegas de trabalho, amigos de internet, vizinhos, (faz bem pro ego) ...
Gato tomando banho...
Deus !
Kardec, Chico, André Luiz...
Meu pé !
Meu esforço, minha luta, meus desejos !!!
Tudo é bom !
Eu consigo ! Vou conseguir !

terça-feira, julho 06, 2010

Deu duro ?
Tome um Dreher...
Ontem fui dormir cedo, mas fiquei jiboiando na cama... enrosca pra cá, enrosca pra lá...
Não acredito que tenha dormido 6 horas ininterruptas. Pensei que iria acordar morrendo de sono e morgada, mas, até que levantei bem.
Curso. Aula de Português.
Caraca !!!! este novo acordo ortográfico para unificar a língua portuguesa junto aos outros países que falam português (Timor Leste, Portugal, entre outros) e é muito doido !!!!
Agora tanto faz dizer odeio ou odio; gerenceio ou gerencio; remedeio ou remedio. Já pensou em escutar alguém dizendo: "Eu odio essa comida fria ..." sonoricamente falando, fica horrível !!!!!
Como também saber que nós conjugamos no dia a dia uma penca de verbos erradamente. Não é freiar e sim frear ou ainda, tanto faz aguar as plantas ou águar as plantas. Imagina: "Tomara deus que eu águe as plantas direitinho..."
Enfim, coisa de doido !
A corrida para os estudos está grande !!! muita pressão com o concurso do MPU em 11 e 12 de setembro.
O nível de dificuldade para os técnicos aumentou significativamente. Disciplinas que até então eram específicas para o nível superior agora fazem parte do nível médio também, como por exemplo, redação e direito orçamentário.
Haja pestana !

segunda-feira, julho 05, 2010

É preciso comentar...

Geralmente não utilizo meu blog para falar das coisas práticas do cotidiano, tipo: a conta de luz que chegou cara demais ou os políticos safados que se multiplicam iguais a coelhos.
Mas, como não tenho sangue de barata...
Sou uma pessoa meio tecnológica. Meio, pois não tenho notebook de última geração, nem celular que fala com os astronautas que estão na lua e nem tampouco uma conexão de internet com 200 mil GB de velocidade.
Sou bem modesta.
Há menos de um ano adquiri os serviços da OI/VELOX para internet banda larga. Se eu tivesse um pouco mais de miolo útil no meu cérebro, teria esperado um mês ou menos e compraria a GVT. Mas, como não sou profeta...
Até então estava satisfeita, pois meu uso de web também é modesto... blogar, assistir aulas, e-mail's. Nada de baixar músicas ou filmes. Minha velocidade é de uma tartaruga: 1MB.
Em fevereiro, com algumas parcas chuvas, a água infiltrou nos fios de telefonia oxidando os cabos e me deixando fora da www. Irritei-me, descabelei-me e vi que agora sou uma androide e não uma Andréa. Completamente controlada pela www. Tem gente que não vive sem um relógio no pulso ou sem um celular ligado e com 100% de sinal. Eu não vivo sem web.
Pois bem, depois de mais de 18 ligações e protocolos e umas 3 ligações para a Anatel, consegui que um técnico viesse até a minha residência. Ele disse que o problema era meu.
"Minha senhora, a Velox nada tem haver com isto. Troque o seu cabeamento e tudo vai ficar certo. Vou aqui fazer uma tentativa para a senhora manter por algum tempo a sua conexão."
Isto foi em fevereiro. Estamos em julho. Depois de todas estas chuvas eu estava só na expectativa de ficar novamente sem conexão, pois se as chuvas de janeiro oxidaram os cabos, que dirá essas do último mês? os cabos devem ter morrido afogados, sem poder falar nada e nem pedir socorro !!!
Pimba !!!
Não deu outra.
Sexta-feira passada, tudo tranquilo e quando acordo no sábado ... "quêde?" quêde a internet?
Necas de pitibiribas !
Ainda fui dar uma de Einstein e mexer nos plugs e tal e realmente vi que os cabos estavam molhados. Fiquei com medo de religá-los e morrer eletrocutada com 12 volts de energia, hehehehe.
Liguei para um amigo meu: "Socooooorrrroooo"
Ele foi o meu herói ! despencou-se de casa para vir me socorrer, pois eu estava sem web e sem telefone convencional. Chegou todo paramentado com sua hiper-power-super-mega-ultra-poli - caixa de ferramentas e pelo menos deixou o telefone funcionando. Ufa ! pelo menos posso ligar e receber ligações.
Até aí, eu já estava conformada de que só teria conexão depois de muitos dias. sábado ... domingo ... e hoje acordei e liguei para a GVT:
"Quero comprar os serviços de vocês."
"Dona Andréa, acontece que a caixa da sua rua está lotada..."
NÃO ACREDITO !
"Pois é... Teremos que abrir um chamado para o técnico ir na sua rua e verificar a possibilidade de abrir mais uma linha no seu endereço. Só depois desta verificação é que podemos lhe vender nossos serviços."
Pensei... vou tomar uma caixa de rivotril de uma vez só e hibernar até a próxima geração.
Quando cheguei em minha casa, pois estava na casa de minha mãe (casa de mãe, não tem melhor), os led's do meu modem estavam todos acesos !!!
Oooooooooooooohhhhhhhhhhhh !!!!!!!!!!!!!!
Inacreditável !!!!!
A internet pensou em mim e resolveu chegar assim como quem não quer nada ? sem reclamação ou qualquer tipo de descabelamento?
Doce ilusão.
Leds acesos, conexão zero. Tava bom demais. Isso é sadismo !
Fui lá de novo, mexi, remexi, liguei, religuei...
Liguei pra velox e já estava começando a me manifestar no telefone quando a conexão se fez !!!!
Estou aqui, depois de infinitos dois dias sem navegar.
Que suplício !
Mas, não desisti da GVT. Quero meus 10MB.