segunda-feira, maio 31, 2010








O dia está cinzento como Eu...





Tudo principia na própria pessoa ...

Como se fora brincadeira de roda (memória)
Vai o bicho-homem fruto da semente (memória)
Renascer da própria força, própria luz e fé (memória)
Entender que tudo é nosso, sempre esteve em nós (história)
Somos a semente, ato, mente e voz (magia)
Não tenha medo meu menino povo (memória)
Tudo principia na própria pessoa (beleza)
Vai como a criança que não teme o tempo (mistério)
Amor a se fazer é tão prazer que é como fosse dor (magia)
Como se fora brincadeira de roda (memória)
Jogo do trabalho na dança das mãos (macias)
O suor dos corpos na canção da vida (história)
O suor da vida no calor de irmãos (magia)
Como um animal que sabe da floresta (perigosa)
Redescobrir o sal que está na própria pele (macia)
Redescobrir o doce no lamber das línguas (macias)
Redescobrir o gosto e o sabor da festa (magia)
Vai o bicho homem fruto da semente (memória)
Renascer da própria força, própria luz e fé (memória)
Entender que tudo é nosso, sempre esteve em nós (história)
Somos a semente, ato, mente e voz (magia)
Não tenha medo, meu menino bobo (memória)
Tudo principia na própria pessoa (beleza)
Vai como a criança que não teme o tempo (mistério)
Amor se fazer é tão prazer que é como se fosse dor (magia)
Como se fora brincadeira de roda (memória)
Jogo do trabalho na dança das mãos (macias)
O suor dos corpos na canção da vida (história)
O suor da vida no calor de irmãos (magia)...

Redescobrir (Gonzaguinha)

quinta-feira, maio 27, 2010

Nada como o tempo


Pra ajudar a manter o dia-a-dia quando a gente toma decisões importantes e que no primeiro momento são difíceis de levar.
O tempo ajuda a perceber que o destino leva a gente a cometer erros, mas, também dá a chance de mudar.
E nem por isso o mundo acaba. Além, existe um monte de coisas. Existe a vida propriamente dita !
Sem essa de discursinho melodramático. Chega ! senão, quando eu ficar velha, terei secado o meu rio de lágrimas, rsrsrs.
EU? uma velhota centenária sem lágrima pra chorar ? não, não.
Um pouquinho de riso desdentado, um pouquinho de choro comovido.

:-)

quarta-feira, maio 26, 2010

Momentos de vida não é?
É...
Ontem, não sei onde eu li.
Tenho lido coisas diversas, livros diversos, pedaços.
Ultimamente eles tem sido meus verdadeiros companheiros.
A virtualidade está substituindo a presença e as prioridades, os amigos.
Tem horas que não tenho vontade de correr contra a corrente.
Bem, eu li que quando as coisas tem de acontecer acontecem, tudo tem o seu momento certo.
Ando preocupada comigo mesma e os meus problemas antigos.
Como sempre fiz, ando avaliando meus objetivos e os caminhos que percorro pra chegar até eles.
Tem horas que parece que não tem outra forma de escapar. Me ponho sozinha, mesmo sem querer, pois o mundo é um globinho cheio de pessoas interessadas no que tenho pra dar e não no que sou.
Preciso me acostumar com isto e acredito que ficarei centenária e não me acostumarei.
Quem sabe eu ainda pegue uma grande reviravolta em que o mundo passe a olhar uns aos outros como eles são e não pelo o que eles tem de material a oferecer...
Pois digo logo a todos:
Nada tenho a dar a nenhum outro além de mim mesma.
Não tenho influências,
não tenho dinheiro e nem amigos ricos,
não minto pra parecer ter algo ou algum prestígio.
não tenho carro do ano e nem gordo salário,
não uso grife e nem ando na moda,
não faço caras e bocas para agradar ninguém só pra fazer parte de rodinhas sociais.
não dou presentes para comprar ninguém.
não faço amizades por interesse.
não elogio quando na verdade quero criticar.
não visto o que não sou.
Vêem ?

sábado, maio 22, 2010

"As meninas..."



Aniversário de 3 anos de Camila, minha sobrinha - neta mais velha.
Yasmim, a priminha de 2 estava na festa...

quarta-feira, maio 19, 2010

Quero isso !
Mil e uma idéias, criatividade e propósito pra seguir em frente !
Estudar, estudar, estudar !!!!

segunda-feira, maio 17, 2010

Acordar.
Viver.
Existir fora da minha caixola.
Agora entendo porque pessoas que estudam demais são meio esquisitas.
E eu nem chego perto dessa turma, mas já entendo.
Tudo em exagero não nos serve. Rotina é algo que pode adoecer.
Excentrismos é algo que pode afastar ou tornar você o palhaço do circo da vida.
Eu busco o natural, o normal, mas a cada dia está mais difícil essa iguaria...

quinta-feira, maio 13, 2010

O gato sorridente de Cheshire

"Bichano de Cheshire, poderia me dizer, por favor, que caminho devo tomar para ir embora daqui ?"
"Depende bastante de para onde quer ir." Respondeu o gato.
"Não me importa muito para onde." Disse Alice.
"Então não importa que caminho tome." Disse o Gato.

quarta-feira, maio 12, 2010

Croqué na Casa da Rainha ...


"O Jogo está bem melhor agora, disse, para alimentar um pouco a conversa.
É mesmo, concordou a Duquesa, e a moral disso é...
'Oh, é o amor, é o amor que faz o mundo girar.
Alguém disse, Alice murmurou, que ele gira quando cada um trata do que é da sua conta.
Ah, bem ! o significado é quase o mesmo, disse a Duquesa, fincando o queixinho pontudo no ombro de Alice enquanto acrescentava: e a moral disso é...
'Cuide do sentido, que os sons cuidarão de si.'


terça-feira, maio 11, 2010

Boas lonjuras ...

Estou apaixonada por você, Chapeleiro Maluco...
Me dá a honra desta contrandança maluca no Glorian Day?
Tenho sonhado muito com meu pai. Frequentemente. Isto não ocorria.
Minha família me diz que estou sugestionada pela novela das seis horas que tem forte cunho espírita e como eu sou adepta desta doutrina, estou influenciada.
Pode ser, não descarto as armadilhas da mente humana quando se refere a emoções, psicossomatizações e fantasias de toda sorte.
Mas, que bom !
Pois, sempre que ele vem em meus sonhos, está bem.
Bem fisionomicamente e só ainda um pouco sério espiritualmente. Ele está no caminho evolutivo dele.
Paulo, meu irmão também veio em meu sonho. Ele ainda precisa caminhar um pouco pela senda da compreensão para evolução. Eles ainda não se encontraram, meu pai e meu irmão.
Hoje, voltando do meu curso pela manhã, vi numa vitrine um toca-discos de vinil muito bonito, moderno com design retrô. Entrei, perguntei quanto era... muito caro, achei, mas não falei nada à vendedora.
Pensei, tenho uma herança de meu pai em minha casa, infinitamente mais bela. Primeiro porque é um toca-discos original da década de 60, segundo porque é bem mais versátil: uma vitrola Philips para três discos ao mesmo tempo, com caixas aplicáveis a móveis e também à paredes. Quase um home theater "a la Elvis Presley". Linda !
Bem, quando cheguei em casa, agora a pouco, debaixo do chuveiro frio, me vieram estes pensamentos...

André Luiz, pela psicografia de Chico Xavier, diz:

"Mediunidade não é dispositivo da carne transitória e sim expressão do espírito imortal."
(Em Missionários da Luz, pág. 130)

Álbum de Realidades

Acabei de assistir a um enlatado americano que me deixou uma mensagem incrível !

Percebi que tenho vivido como a personagem no início do filme: no álbum de possibilidades

Só que, diferente dela, não precisará acontecer nenhum destino cruel para que eu passe a enxergar a realidade.

Vou construir o meu álbum de realidades a partir de já !

É só abrir os olhos e deixar possibilidades pra lá. Possibilidades não existem, o que existe é a realidade.

sábado, maio 08, 2010

E eu acho que tenho problemas ...

Não, não os tenho.
Se eu olhar ao meu lado e perceber as broncas familiares, dos amigos e principalmente do mundo, eu não tenho problemas.
Por isso:

OBRIGADA MEU DEUS POR TUDO QUE SOU E QUE TENHO EM MINHA VIDA !
TENHO MUITO, SOU AFORTUNADA!
NUNCA PODEREI RETRIBUIR TAMANHA VIDA MARAVILHOSA, A QUE TENHO !
OBRIGADA, OBRIGADA, OBRIGADA, SEMPRE OBRIGADA !!!!!!

O vídeo que está postado aqui é só o meu sentimento atual em relação a uma parte da minha vida.

quarta-feira, maio 05, 2010

Posted by Picasa Estou em casa, no gabinete de meu avô. Silêncio total, a não ser pelo barulho do ventilador. Mais da metade da população da cidade está voltada para assistir ao jogo final do campeonato pernambucano com o clássico Sport e Náutico.
Acabei de tomar um banho refrescante e relaxante para voltar aos estudos.
Tucha, minha gata companheira está aqui ao meu lado na janela vendo a rua, mais parece a gata de botas com o curativo na ferida que há um mês se recupera.
Eu preciso me recuperar.
No sentido positivo da palavra.
Um resgate.
E estou fazendo isto a partir da mudança da linha dos meus pensamentos. Nem feminismo demais, nem "Amélia" ao quadrado. Não sou uma e nem outra.
Muito menos a "descolada", usando uma palavra educada.
Sou normalissimamente cotidiana.
Às vezes me pego pensando num rumo de batalha perdida, achando que o tempo já passou e ainda estou aqui na estação esperando o que nunca virá.
Às vezes penso que estou imersa numa enorme piscina de ilusão e que não cresci/amadureci o suficiente para dosar corretamente a realidade e o romantismo/idealismo.
Muitas vezes queremos a utopia que está na nossa cara e mesmo assim como bobos da corte acreditamos que é de verdade.
Outros tempos penso que vou alcançar a guerra de pé, com algumas poucas escoriações. Aqui e ali um ou outro arranhão dos invejosos de toda sorte que soltam flechas de ofensas, calúnias e coisas do tipo que derrubam moralmente um ser humano. Abala as estruturas, sabe como é?
Mas, não derruba.
Ser uma mulher insegura é uma coisa muito chata de viver. Mas, fazer o quê senão enfrentar e ter a certeza de que se é maior do que a própria insegurança ?
Na verdade é isto ! Sempre se é maior do que os próprios problemas, senão eles não existiriam e nós não aguentaríamos e sucumbiríamos na primeira paulada.
O segredo é aprender a lidar com eles e muitas vezes nem encará-los como problemas, nem sempre o são de verdade, é coisa de nossa cabeça.
O que é que um banho bom não faz com uma mulher hein ?
Imagina se eu tivesse uma hidro jacuzzi na minha suíte? sei não ... sei não... sei não ...

terça-feira, maio 04, 2010

Jabor

Crônica do Amor

Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos, simpáticos e não fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo a porta.
O amor não é chegado a fazer contas, não obedece à razão. O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por conjunção estelar.
Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano. Isso são só referenciais.
Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca.
Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera.
Você ama aquela petulante. Você escreveu dúzias de cartas que ela não respondeu, você deu flores que ela deixou a seco.
Você gosta de rock e ela de chorinho, você gosta de praia e ela tem alergia a sol, você abomina Natal e ela detesta o Ano Novo, nem no
ódio vocês combinam. Então?
Então, que ela tem um jeito de sorrir que o deixa imobilizado, o beijo dela é mais viciante do que LSD, você adora brigar com ela e ela adora implicar com você. Isso tem nome.

Você ama aquele cafajeste. Ele diz que vai e não liga, ele veste o primeiro trapo que encontra no armário. Ele não emplaca uma semana nos empregos, está sempre duro, e é meio galinha. Ele não tem a menor vocação para príncipe encantado e ainda assim você não consegue despachá-lo.

Quando a mão dele toca na sua nuca, você derrete feito manteiga. Ele toca gaita na boca, adora animais e escreve poemas. Por que você ama este cara?

Não pergunte pra mim; você é inteligente. Lê livros, revistas, jornais. Gosta dos filmes dos irmãos Coen e do Robert Altman, mas sabe que uma boa comédia romântica também tem seu valor.

É bonita. Seu cabelo nasceu para ser sacudido num comercial de xampu e seu corpo tem todas as curvas no lugar. Independente, emprego fixo, bom saldo no banco. Gosta de viajar, de música, tem loucura por computador e seu fettucine ao pesto é imbatível.

Você tem bom humor, não pega no pé de ninguém e adora sexo. Com um currículo desse, criatura, por que está sem um amor?

Ah, o amor, essa raposa. Quem dera o amor não fosse um sentimento, mas uma equação matemática: eu linda + você inteligente = dois apaixonados. Não funciona assim.

Amar não requer conhecimento prévio nem consulta ao SPC. Ama-se justamente pelo que o Amor tem de indefinível.

Honestos existem aos milhares, generosos têm às pencas, bons motoristas e bons pais de família, tá assim, ó!

Mas ninguém consegue ser do jeito que o amor da sua vida é! Pense nisso. Pedir é a maneira mais eficaz de merecer. É a contingência maior de quem precisa.

Para todos

Creio na minha consciência limpa.
Creio e pratico a honestidade.
Nada quero do que não ache que possa ser meu ou fazer parte da minha vida.
Não desejo o mal a ninguém.
Que se afaste de mim toda e qualquer onda que possa atrapalhar os meus caminhos.
Vencerei, todas, pois sou digna de merecimento.
Para longe todas as mentes que não querem o meu bem, o meu sucesso, o meu progresso.
Tudo o que pensares e desejares de mal para com o outro pra ti retornará em dobro, é o que diz a natureza das coisas.
Penso no bem, no progresso humano, na união das pessoas e no pensamento positivo.
Terei e conquistarei o que para mim for o justo, o adequado. Nem mais e nem menos.
Quero ao meu lado e terei, pessoas que me querem bem.
Para longe todo e qualquer pensamento ou processo que me queira parar no meio do caminho.
Irei sempre em frente, com em frente sempre fui.

segunda-feira, maio 03, 2010

03 de Maio

Hoje é o aniversário de nascimento do meu pai.
Sonhei com ele há 3 dias atrás. Me parecia muito bem, apesar de estar sério, circunspecto.
Era um homem muito severo, seco, pouco emotivo.
Muito honesto, correto, leal, fiel.
Vaidoso, organizado e sempre muito atrasado.
Tinha uma voz muito bonita para cantar e que ficava muito feia ao gritar.
Meu pensamento é para que ele esteja bem.

sábado, maio 01, 2010

"menina branca
se cuida."

Tenho mesmo de me cuidar. Às vezes, eu deixo de me enxergar pra enxergar os outros.
E os outros me enxergam de um jeito muito ignorante de mim.
Sinto-me uma transeunte num país estrangeiro andando pelas ruelas esquisitas.
Ruas escuras, pessoas escuras, pessoas de baixo nível: hipócritas, falsos, mentirosos de toda sorte.
Vou sair desse lugar que não me cabe.
Sou de outra rua.

"Vou me cuidar meu amigo, vou me cuidar."
... Todos vós tendes maus pendores a vencer, defeitos a corrigir, hábitos a modificar; todos tendes um fardo mais ou menos pesado a alijar, para poderes galgar o cume da montanha do progresso. Por que, então, haveis de mostrar-vos tão clarividentes com relação ao próximo e tão cegos com relação a vós mesmos? quando deixareis de perceber, nos olhos dos vossos irmãos, o pequenino argueiro que os incomoda, sem atentardes na trave que, nos vossos olhos, vos cega, fazendo-vos ir de queda em queda?
Crede nos vossos irmãos, os Espíritos. Todo homem, bastante orgulhoso para se julgar superior, em virtude e mérito, aos seus irmãos encarnados, é insensato e culpado.
O verdadeiro caráter da caridade é a modéstia e a humildade, que consistem em ver cada um apenas superficialmente os defeitos de outrem e esforçar-se por fazer que prevaleça o que há nele de bom e virtuoso, porquanto, embora o coração humano seja um abismo de corrupção, sempre há, nalgumas das suas dobras mais ocultas, o gérmem de bons sentimentos, centelha vivaz da essência espiritual."

Dufêtre/ Allan Kardec, O Evangelho Segundo o Espiritismo, pag. 197/198

Humilhação.
É o sentimento que tenho.
Solidão é o que me existe.
Cobranças de como tenho que ser e o que tenho que ter é o que me chega.

Alguém pode olhar pra mim como verdadeiramente sou ?
Será que alguém me conhece?

Hoje pude sentir na pele como sou desconhecida de todos, TODOS.

Hoje pude perceber o quanto sigo um caminho tortuoso e duvidoso.

Eu não sou nada dos que todos vocês pensam.

Eu não tenho que ser nada do que vocês querem que eu seja.

Continuo a ingênua perdida na guerra achando que já ganhou.

Entrei na rua errada e passam na minha cara a toda hora, como se todos fossem os certinhos e eu a desordenada, errada e culpada. Mal quista, indesejada.

A vida segue e esta foi a última vez que chorei por causa de vocês.