quinta-feira, outubro 09, 2008








Tem dias que a gente se sente
Como quem partiu ou morreu
A gente estancou de repente
Ou foi o mundo então que cresceu
A gente quer ter voz ativa
No nosso destino mandar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega o destino prá lá ...

Um comentário:

Véu de Maya disse...

Mas também tem dias para felicidad borboletas e bolhas de sabão a estalar...poeminho muito puro...catártico