sábado, julho 11, 2015

Acorda...

Traz-me lembranças do amor que não vivi.

Nenhum comentário: